Simone Muro

Cresci com a minha família jogando tênis. A minha mãe vivia falando para eu aderir ao esporte e eu sempre revidava dizendo que era esporte para velhos. O meu único contato nas quadras era ser boleira quando todos jogavam em Ibiuna, aonde eu tinha uma casa de campo para ir nos finais de semana. Mas o que eu gostava mesmo era passar o meu dia fazendo ginástica na academia, com objetivo de ter o corpo sarado. Este foi o motivo que me levou a fazer faculdade de educação física e hoje sou personal trainer.

Há cinco anos, resolvi buscar uma atividade que me permitisse sair desta confinação de academia, pois o meu lazer tinha virado trabalho.

Pedi a raquete de tênis emprestada para a minha mãe e lá fui eu fazer uma aula experimental . Depois de uma hora percebi que estava totalmente equivocada que o tênis era uma esporte para velhos! Sai da aula totalmente molhada de suor e feliz. Senti que este seria o esporte adequado para mim, pois pela primeira vez consegui não pensar em nada a não ser na bolinha e no jogo. Foi uma verdadeira meditação!!

Desde então tudo mudou na minha vida…

Hoje em dia , além do meu trabalho, casa e família, passo os meus finais de semana participando de torneios de tênis. Até já tenho alguns trofeuzinhos na estante da minha casa.

Simone Muro Lebensztajn, apaixonada por tênis!