Uma história emocionante de superação- Maurício Pommê

A vida não é fácil e sempre estamos reclamando de alguma coisa, mas quando nos deparamos com uma pessoa como o Maurício Pommê, é quase inevitável pensar que os nossos problemas não são tão grandes assim.

PHOTO-2016-08-30-16-45-09

Eu tive o prazer de conhecer o Maurício no meu clube, na véspera das paralimpíadas do Rio em 2016. Ele veio treinar no clube com a equipe brasileira de tênis em cadeira de roda. Achei incrível como os cadeirantes conseguem jogar um tênis de alto nível. Eu nunca tinha visto isso! A rotina dos treinos dele eram tão corridas que nem tivemos tempo de conversar muito, mas combinamos que ele daria uma entrevista para o Bem Sacado.

mauricio_pomme (1)

Maurício sempre foi esportista e com 10 anos já jogava tênis. Com 16  já dava aulas e era primeira classe. Em 1996 ele se juntou com Eduardo Eche, na época técnico de vários talentos promissores, e fundou a Academia Eche Pommê de Tênis. A empolgação de Maurício era enorme. Ele estava deixando de ser professor de tênis para virar dono de academia, e queria deixar tudo perfeito, nos mínimos detalhes.

MP 1988 15

Ocorre que, um certo dia, ao subiu no telhado da quadra coberta para arrumar uma telha que estava solta,  Maurício caiu de uma altura de 13 metros e ficou paraplégico.😞

Ele passou 2 meses no hospital e quase morreu. Mas com muito esforço e uma enorme vontade de viver, conseguiu se recuperar e aos poucos retomou suas atividades na academia. Contudo, sua atuação passou a ser apenas fora da quadra.

Em 1999, o tênis em cadeira de roda entrou em sua vida.  Ele nem sabia que existia essa modalidade. Até que dois amigos vieram na academia mostrar as cadeiras e demonstrar o jogo. Ele começou a praticar imediatamente. Era muito difícil no começo aceitar essa falta de mobilidade, mas depois começou a competir e a ganhar de todos, afinal a bagagem de quem era 1classe fez toda a diferença. Depois de vários resultados surpreendentes, ele foi convidado a representar o Brasil no Mundial em paris. Ele foi também o primeiro brasileiro a representar o país numa paralímpiada em Atenas 2004.

dsc_0751-2

Seguem alguns títulos que conquistou desde então:

*Tetracampeão brasileiro de tênis em cadeira de rodas

*Campeão Mundial por equipes em Brasília – 2006

*Medalha de ouro em duplas nos jogos Parapanamericanos Rio 2007

*Medalha de bronze em duplas nos jogos panamericanos de Guadalajara 2011

* Vice campeão Mundial por equipes em Tóquio 2016

*Semi-finalista no Master de duplas UNIQLO 2016

Mauricio Pommê 4

Vejam o vídeo e conheçam essa pessoa incrível que me emocionou muito contando sua história.

 

 

As autoras  deste blog reservam-se o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.