Maria Esther Bueno colocou o Brasil no mapa do tênis mundial.

Muitos jovens já devem ter ouvido seus pais falarem sobre a tenista Maria Esther Bueno, mas nem de longe imaginam o que ela representou para o nosso país e para o tênis internacional.

Em sua época, havia pouquíssimas tenistas mulheres e, mesmo quando consagradas, não recebiam o mesmo valor de prêmio dos tenistas masculinos.

Quando ela conquistou seu primeiro título em Wimbledon, recebeu um vale de 15 libras!!!! Uma vergonha!!

Singles Winner

As mulheres só foram valorizadas depois de uma forte campanha liderada pela campeã  americana Billie Jean King, em 1973.

Maria Esther Bueno começou no esporte aos seis anos, no Clube de Regatas Tietê, em São Paulo.

clube regata

Aos onze anos, disputou o primeiro campeonato de tênis. Aos catorze anos, ganhou o Brasileiro Infantil e, dois meses depois, o Brasileiro de Adultos.

Em 1955, conquista a medalha de bronze de duplas nos Jogos Pan-Americanos do México.

 Do Brasil para o mundo

Conhecida como Maria Bueno no exterior, em 1956 e 1957 foi  bicampeã do torneio juvenil Orange Bowl, na Flórida. Em 1957, vem o primeiro título internacional adulto, o torneio de Fort Lauderdale

No ano  seguinte,, conquista o torneio de duplas de Wimbledon, tendo como parceira  Althea Gibson. É prêmio atrás de prêmio: ganha  mais dois torneios na Alemanha e oito nos EUA, além de catorze troféus de duplas.

Com 19 anos é vencedora de um Grand Slam.

O primeiro título de simples de Maria Esther Bueno em um torneio de Grand Slam aconteceu  na “grama sagrada” de Wimbledon, contra a americana Darlene Hard. Junto a  essa mesma tenista ela venceria cinco títulos  de Grand Slam nas duplas, dois em Wimbledon, um em Roland Garros e dois nos Estados Unidos.

Em 1960, foi a primeira mulher a conquistar os quatro Grand Slam jogando em duplas num mesmo ano. 

Entrou com mérito para a história e também no Livro dos Recordes: em 1964, conseguiu vencer sua oponente na final do US Open em apenas 19 minutos!!

 Outros momentos importantes  de Maria Esther Bueno:

Eleita a melhor tenista do século 20 da América Latina.

Fez parte da lista dos 100 melhores tenistas da história, entre homens  e  mulheres.

Em 20 anos de carreira, trouxe 589 títulos para o Brasil.

Foi  vencedora 19 vezes de Grand Slam em simples e duplas.

olimpiadas

 Vamos manter a chama sempre acesa!

Em junho deste ano, faleceu aos 78 anos, a “ bailarina do tênis”, como era chamada pela sua elegância ao jogar.  Nos deixou um grande exemplo de esportista e de mulher à frente do seu tempo. 

Essa é uma singela  homenagem do Bem Sacado  para que  o seu nome brilhe sempre no céu das eternas estrelas do tênis.

Aqui guardamos com muito carinho o vídeo da nossa bailarina do tênis batendo uma bola exatamente 2 meses antes de falecer.

 

Não deixaremos a sua história ser esquecida!😍🏆🎾💪👊

Abs

Diana, Lia e Simone

As autoras  deste blog reservam-se o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.