A dinâmica de um jogo depende de onde se pisa!

DianaEntrei no mundo do tênis pisando em quadras rápidas. Adorava este tipo de piso, pois o jogo era bem rápido e as bolas voavam…. Depois de alguns anos e muitas horas de jogo, comecei a sentir meus joelhos.

Ainda era principiante, mas não era tão jovem. Jogando com pessoas mais experientes percebi que a grande maioria jogava no saibro. Resolvi, então, seguir os conselhos dos amigos e migrei para a quadra do pó (rss). Para quem não conhece o esporte ou não testou vários pisos de quadra de tênis, pode parecer que é um pequeno detalhe sem importância. Afinal de contas o esporte é o mesmo, não é? O tênis.

Bom, isto não é verdade. A dinâmica do jogo pode mudar e muito. A diferença está em como a bolinha quica em cada piso e a sua velocidade.

Veja, abaixo, a explicação do Professor Prado:

Existem diferentes pisos de quadra que proporcionam dinâmicas de jogos distintas. Você pode experimentar e escolher aquela que se adequa melhor ao seu jogo e condições físicas.

Quando mudei da quadra rápida para a de saibro senti muita diferença.  No saibro, as bolas são mais lentas. Normalmente, os tenistas têm mais tempo de se defender e as trocas de bolas são mais longas. Isso, sem contar o recurso de escorregar, facilitando em muito na chegada da bola. E é preciso ficar esperto, pois às vezes, a bola pode bater nos famosos morrinhos e desviar de direção.

quadra de saibrosaibrook

Existe uma quadra parecida com o saibro, chamada Hard Tru (não tem saibro e sim pó de pedra) que achei muito interessante. A quadra é um pouco mais dura que a de saibro, ou seja, as bolas são um pouco mais rápidas, com a grande vantagem de não sujar as meias. Vamos combinar que, quando jogamos no saibro, as meias ficam num estado lamentável sem contar os tornozelos que ficam marrons e cheios de pó…

hardtru (1)                           Quadra Hard-Tru

Durante uma viagem, resolvi experimentar uma quadra de grama. Quase morri! A bola voava e sentia ela muito baixa. Tinha que ficar, praticamente, de joelhos no chão para conseguir rebatê-las. Senti minhas coxas por dias. Depois desta experiência, dei muito mais valor aos jogos disputados em Wimbledon. Fico imaginando o físico que estes tenistas profissionais precisam ter para aguentar este piso.

gramaok

Após mudar para a Suiça, conheci e testei mais um piso diferente: o carpete. Parece o carpete que conhecemos para forrar o piso de casa, porém mais ralo. Eu, particularmente, não gostei, é um piso duro, onde a bola é bem rápida e rasteira. Haja perna…..

WhatsApp Image 2018-02-23 at 08.45.08

É claro que cada um tem uma preferência. Novamente, vemos que a movimentação das pernas é fundamental (vide o nosso recente post https://bemsacado.com.br/2018/02/01/o-segredo-esta-nas-pernas/) para jogar em qualquer tipo de quadra. Mas a beleza de termos todas essas opções, é que  podemos nos adaptar a cada tipo de quadra, mudando completamente a dinâmica do jogo, tornando o tênis, um esporte mais que interessante, não é mesmo?

E você ? Conta para a gente qual é o seu tipo de quadra favorito?

Até a próxima 😘

Diana

Se gostou, não se esqueça de nos curtir em nossos canais!

As autoras  deste blog reservam-se o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

4 comentários

  1. Pode parecer um absurdo mas diferente da grande maioria de nossos amigos tenistas, e apesar de minha idade avançada, eu prefiro a quadra rápida. Sempre gostei do tênis antigo, saque/volley pois acho mais agradável de se assistir. Pena que eu não tenha o condicionamento físico para suportar um jogo longo nesta condição. Esse modelo é hoje ultrapassado devido ao ” tênis força ” que também tem a sua beleza e como tudo, é uma evolução. Claro que no piso duro, há um maior desgaste físico, que no meu caso não são os joelhos mas uma dorzinha na lombar, mas nada que um bom descanso e uma compressa de calor não resolva. O que acho maravilhoso no tênis são todas essas opções apresentadas. Parabéns às meninas do Bem Sacado que trazem tantos assuntos interessantes. Bernardo Sondermann

  2. Eu, apesar de mais experiente, vamos dizer assim (55 anos), gosto e me adaptei muito bem ao piso duro. Mudei a maneira de caminhar e correr na quadra, evitando a travada lateral com o pé, principalmente. Mas minha dica é sempre usar tênis de corrida, muito mais leve e macio, que protegem melhor as articulações, inclusive as do joelho.
    O importante na quadra dura é treinar o arranque. Desacelerando ao final. Arrancar com força e desacelerar gradualmente. Evitar sempre as travadas bruscas. Perca uma bola, mas lembre-se que se perdeu também uma lesão.
    Abraço, adoro vocês!

Deixe uma resposta