7 dicas para você não amarelar no jogo

Não sDianaei se já aconteceu com você, mas comigo já e várias vezes. Sabe quando você está naquela empolgação de entrar em um torneio e arrasar? Jogar super bem e ganhar?

Olha só, muitas vezes treino super bem, faço vários golpes lindos de forehand, winners(chego até me autoelogiar!) e quando chego no torneio… sei lá o que acontece,  parece que estou começando a aprender tênis naquele dia, a famosa amarelada. 

Meu braço parece que pesa uma tonelada e tem o tamanho dos bracinhos curtos do Dino, aquele personagem da Família Dinossauro, rs. 

diana003

Pois bem, começo a jogar e tenho medo de bater firme e errar. Daí os golpes ficam cada vez mais curtos,  começo a me desesperar, e, obviamente,  o jogo vai ficando mais difícil para o meu lado.  Dá vontade de gritar e me xingar. Fico com vergonha e até chego a pensar que se o meu técnico estivesse me vendo, iria me matar. Bom, nesse “estágio ferrou”, minha autoestima se foi e o nível do meu jogo caiu. Simplesmente, vou devolvendo a bolinha para o outro lado, ficando muito difícil de reverter a situação.

Depois da última vez, eu resolvi dar um basta nesse travamento e perguntei para o meu técnico o que deveria fazer para não passar por tal situação. Ele me sugeriu algumas dicas:

  1. Antes de entrar em um jogo, escreva ou mentalize várias vezes algumas frases como “eu vou soltar o braço”, “eu vou jogar relaxada”. Parece besteira, mas funciona;
  2. Antes de qualquer treino ou torneio, aqueça os músculos com exercícios de elástico;
  3. Dentro da quadra, faça o “quadradinho” para esquentar a munheca e o corpo;
  4. Quando começar a jogar, lembre-se de bater na bola, de baixo para cima, acelerando a munheca. Isso aumenta e muito a chance da bola entrar dentro da quadra;
  5. Se notar que o braço está curto na hora da batida, mude o foco.  Comece a contar até três do começo ao fim do movimento. Isso faz com que você saia um pouco do clima de tensão;
  6. Quando começar a jogar, solte o braço mesmo!  Faça isso sem medo, pelo menos durante o primeiro game.  Se permita errar, mas não atrofie os golpes. Dessa forma, você vai começar a sentir confiança e os golpes vão entrar;
  7. Veja o seu adversário como se fosse um frango depenado tremendo de frio ou imagine que não há ninguém do outro lado e você só tem que passar a bola.

Acredite,  essas dicas têm me ajudado e muito ultimamente. Se você tem esse problema, adote algumas dessas dicas e depois  me conte depois se te ajudou.

A única coisa que ainda não consegui resolver é a vontade de fazer xixi, quando me chamam para entrar na quadra  kkk.

Espero que gostem das dicas, comentem! 😊

Abç,

Diana

As autoras deste blog reservam-se o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.