Raquete no armário por 3 meses, que desespero!

Fazendo exames de rotina descobri que a prótese de mama que eu havia colocado há apenas 3 anos estava rompida. Não só uma, mas as duas. 😱 Que desespero! Parar de jogar tênis por 3 meses de novo definitivamente não estava nos meus planos.

IMG_3680.JPG

O meu médico, que é uma sumidade na área de cirurgia plástica, também custava a acreditar. Em 30 anos de profissão, não se lembrava de ter visto uma ruptura bilateral em tão pouco tempo.

O mais incrível é que eu não sentia nada e nem notava nada esteticamente. Aí vem aquele questionamento – será que foi por causa do tênis? Muitas pessoas me fizeram a mesma pergunta.

Resolvi pesquisar entre as tenistas que jogavam com muita frequência como eu, mas ninguém tinha tido esse problema. Meu médico achava muito difícil isso ter acontecido por causa do esporte.

Minha primeira reação: quero operar logo e voltar o mais rapidamente possível à minha vidinha normal. A primeira data disponível seria em 1 mês e meio. O médico pediu que eu não jogasse tênis até a data da cirurgia e disse que eu teria que ficar mais 3 meses parada depois. Quase 5 meses fora das quadras… Provavelmente eu iria parar no “hospício” rsrsrs!😣

Para não pirar de vez, fiz um acordo com ele – semanalmente eu faria ultrassom para controlar se a prótese não estava rompendo mais, e enquanto isso, jogaria tênis normalmente. No fundo, eu sabia que estava correndo algum risco, mas decidi bancar. Tudo ficou bem, nada mudou.🙏🏻

O período pré-operatório foi muito duro. Meu emocional estava totalmente abalado. Mas a cirurgia foi um sucesso e eu estou ótima. Está sendo difícil passar os três meses do pós-operatorio sem ir para a quadra. Agora estou em contagem regressiva até o inicio de setembro.

Durante o pós operatório meu médico foi incrível , muito sensível, porém muito conservador com o que eu podia ou não fazer. Toda vez que vou ao consultório eu falo: “ posso fazer uma pergunta? E ele me responde: “ já sei, quer jogar tênis né?”.

Querem saber o que tirei dessa experiência? Sempre que achamos que dependemos de algo, sem o qual não poderíamos viver, no fim, descobrimos que não é tão trágico assim.

Quando algo maior nos obriga a parar de repente vemos o quanto somos capazes de enfrentar e ficar bem.

Faça sua vida ser recheada de várias coisas e não dependa nunca de uma só.😉

 

Se você se identificou com essa história ou tem algum fato interessante pra contar, compartilhe com a gente.

 

Abs

 

Lia

 

As autoras  deste blog reservam-se o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.