Dor nas costas é coisa do passado!

Lia

 

Você sente ou já sentiu dor nas costas depois de jogar tênis?  Pois é, eu também  já senti e muita!😩 

 

Durante a gravidez do meu terceiro filho tive uma contratura nas costas que, no final da gestação, não podia mais dirigir. Depois disso,  resolvi consultar um médico fisiatra, que me receitou várias sessões de fisioterapia, e me pediu uma ressonância magnética para entender o que tinha acontecido. O resultado foi uma descoberta: eu tinha uma vértebra a menos na coluna!😱 

shutterstock_628348559

Com esse diagnóstico, fez sentido todas as dores que eu sentia desde a adolescência.

Na época, a justificativa foi que eram dores do crescimento, por eu ser muito alta, e ter dado o estirão rápido, por isso, nunca fomos pesquisar. Com o resultado em mãos, o fisiatra me recomendou um trabalho de fortalecimento, mas pediu que eu evitasse qualquer esporte de impacto e de rotação do tronco.

Meu filho mais velho já jogava tênis, estava cada dia mais viciado, eu estava muito envolvida com o esporte, havia me proposto a jogar depois que parasse de amamentar. Comecei, então, o trabalho de fortalecimento e a personal era muito positiva. Hoje ela é uma das nossas grande seguidoras e muito querida Katia Gotlieb.😊

Ela achava que ninguém deveria ser impedido de praticar exercícios e me disse que se eu fizesse muito bem o trabalho que estava me passando, depois de dois meses eu poderia jogar um pouquinho de tênis. Foi exatamente o que fiz.

No começo, senti um pouco de desconforto na lombar, mas depois mais nada. Nessa época, eu estava jogando duas horas por semana alternando os dias, então, estava tranquila. Eu acabei adotando sozinha os treinos que ela tinha me passado, até que comecei a aumentar minha carga de tênis. Foi nesse momento que senti que precisava de uma profissional para me acompanhar novamente.

Comecei a ir tantas vezes ao clube que decidi procurar uma personal lá mesmo, foi aí que me indicaram a Simone, aqui do Bem Sacado. Eu passei todas as informações do meu problema e ela começou um trabalho que funcionou perfeitamente até eu ficar louca e começar a jogar todo dia e a competir direto!

Aí duas vezes por semana de treinamento com a personal não dava mais conta de segurar minha coluna. Saía dos torneios sentindo que um caminhão tinha passado por cima de mim.

Depois de ouvir muitos relatos de pessoas próximas sobre o pilates, resolvi acrescentar a modalidade na minha rotina. Após um mês de trabalho, senti uma diferença brutal! 

Vi que estava realmente funcionando quando eu estava no meio de um Interclubes. Todas as minhas parceiras reclamando de dores, e eu estava inteira e me sentindo ótima. Aí me dei conta que a junção dos dois trabalhos de fortalecimento foi perfeita.

Portanto, se você sente dores nas costas, recomendo que faça um trabalho de fortalecimento (musculação e funcional) junto com o pilates. Experimente esse combo, você vai me agradecer! Veja alguns exercícios que faço com minha professora de pilates, Vivian Radomysler:

No próximo post, falarei em maiores detalhes sobre o pilates. Fique de olho aqui no Bem Sacado!

Abs

Lia

 

As autoras deste blog reservam-se o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.