Câimbras: a efêmera dor!

Quem nunca sentiu aquela dorzinha chata que vem e vai em milésimos de segundos? A famosa e dolorosa câimbra acontece quando o músculo se contrai involuntariamente, e é muito comum em esportistas durante ou após a prática de exercícios.

caibra 2

Mesmo atletas altamente treinados podem eventualmente apresentar episódios de câimbras debilitantes. Alguns até competem preocupados, sabendo que essas contrações musculares dolorosas e involuntárias podem aparecer de repente sem causa aparente.

di editado

Mas afinal, por que elas aparecem?

A medicina ainda não tem uma explicação exata, mas existem várias possibilidades para que ela aconteça. Esta é uma delas:

– Estafa muscular. Antes, acreditava-se que o *ácido lático seria o maior responsável. É como se os músculos tivessem ”falta de ar”. Recentemente, passou-se a admitir que a câimbra decorre de um desequilíbrio neuro-muscular.

Segundo o Dr. Nilo Cairo, especializado em Homeopatia, câimbras vêm da ausência de cobre em nosso organismo.

Por que as câimbras são mais frequentes quando praticamos esportes no calor?

De acordo com o Dr. Paulo Kauffman, cirurgião vascular, professor-assistente – Doutor da FMUSP- em dias muito quentes, além do trabalho muscular, transpiramos muito, perdendo muita água e eletrólitos (particularmente o sódio). Isso resulta na desidratação do corpo, fator que contribui para que apareçam as câimbras. Não é uma regra, tem pessoas que sentem câimbras até dormindo.

Aqui vai uma fórmula do Dr. Paulo Kauffman que ele receita para seus pacientes: quinino e vitaminas do complexo B.

Veja o nosso post aqui no blog sobre desidratação na sessão de saúde

drinking-water

Tem como prevenir o aparecimento de câimbras quando se joga tênis?

Em qualquer atividade esportiva, as câimbras podem ser evitadas ou minimizadas com as seguintes recomendações:

– Melhore seu condicionamento físico;

– Faça um aquecimento muscular antes da prática do esporte;

– Hidrate-se bem;

– Alimente-se, principalmente com carboidratos;

– Faça refeições com alimentos nutricionais como banana, figo, manga, entre outros (alto   teor de potássio);

– Tome água de coco ;

– Dizem que Água Tônica é bom por conter Hidrocloreto de quinino, um sal.

– Repouse o suficiente após se exercitar para descansar os músculos porque, quando cansados, estão mais sujeitos a ter câimbras.

caibras

Você sabe por que os tenistas profissionais comem banana nos intervalos das partidas?

Exatamente para repor elementos nutricionais que ajudam a evitar as câimbras. A banana contém carboidratos que fornecem energia para os músculos, além de conter cálcio, magnésio e ser rica em potássio.

Câimbras repetidas podem provocar lesões nos músculos?

Sim, porque pode haver roturas musculares ou tendíneas. Por isso, a importância das medidas preventivas para evitá-las.

O que devemos fazer quando tivermos câimbras?

Devemos contrair ainda mais a musculatura envolvida por alguns segundos e, assim que houver alívio da dor, fazemos uma massagem suave no local seguida de um alongamento leve. Se as câimbras forem frequentes, devemos consultar um médico.

E aí, já aconteceu de você ser prejudicado durante uma atividade física por conta de câimbras? Compartilhe com a gente a sua história!

lia e si caibras

 

* Ácido lático é produzido pelo próprio músculo e se acumula até chegar na fadiga.

obs: Só para você não ficar na dúvida, tanto faz escrever: Cãibras ou Câimbras, os dois estão certos.

Esperamos ter te ajudado!😄

abs Diana, Lia e Simone

 

As autoras  deste blog reservam-se o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.