A difícil história de Lucic Baroni

Mirjana Lucic Baroni , nasceu na Alemanha, filha de croatas que tiveram que imigrar para melhores condições de vida. Logo na infância, mostrou seu talento no tênis, e seu pai sonhava que, algum dia , ela fosse a número um do mundo. Em 1997, com quinze anos, ganhou seu primeiro torneio e, alguns meses depois, foi campeã de duplas do aberto do Australian Open com a Martina Hingis. Aos 17 anos, chegou às semi- finais de Wimbledon vencendo Monica Seles. Em seguida, perdeu para Steffi Graf, mas, mesmo assim, foi considerada um fenômeno no circuito feminino.

UNADJUSTEDNONRAW_thumb_25be

Em 1999, ela brilhava nas quadras, mas ninguém imaginava o que se passava na sua vida pessoal, pois, desde os cinco anos, era abusada pelo pai . Ela conta que, aos 14 anos, foi duramente castigada por ele, depois de um torneio júnior em Milão. “Ele me batia ou gritava comigo logo depois de cada partida, não importava se eu ganhava ou perdia”, ela lembrou. Além disso, seu pai e seu sobrinho foram responsáveis pelo roubo de boa parte do dinheiro que ela tinha ganhado como profissional. O pai chegou a ameaçar sua mãe de morte, por isso ela , Lucic e seus irmãos fugiram para os Estados Unidos.

Lá, sua trajetória não foi como eles previram, pois a família ficou com sérias dificuldades financeiras, o que obrigou Lucic a deixar o tênis de lado.

Durante um tempo, não se ouvia falar mais nela, até que, em 2010, Lucic voltou a disputar um Grand Slam. Voltou a ser ( a ) top 100 em 2014 e, a partir daí, nunca mais parou.

No começo desse ano, com 34 anos, Lucic viveu um sonho.

Chegou a ser semi-finalista do Australian Open, ganhando de Pliskova, a número 3 do ranking. Com essa vitória, Lucic se tornou a 29 o do ranking da WTA.

Hoje , aqui no Miami Open, assistimos Lucic jogando um tênis de altíssimo nível e resolvemos contar a dramática história de sua vida.

LUCIC

As autoras deste blog reservam-se o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.