Calor de Matar

LiaEra um domingo de sol na praia, um calor de 34º, quando resolvi bater uma bola com meu marido, pois no dia seguinte eu participaria de um torneio de duplas: o ACESC. A previsão do tempo para aquele dia era de 38º

sol-praia

Eu tenho um problema quando está muito calor. Minha pressão baixa e meu rendimento na quadra também cai. Sempre é uma tensão ter que competir no sol escaldante, por isso, resolvi treinar um pouco no sol.

Na segunda-feira, acordei e me paramentei toda com protetor solar fator 70, boné e camiseta com proteção UV e fui buscar minha parceira para irmos ao clube que sediava o torneio. Eram 8h da manhã e já estava 32º. Quando vi o termômetro do carro pensei: “estou perdida, vai ser um daqueles dias infernais e terei que jogar três jogos! ”.

O que mais me surpreende é a diferença entre as pessoas. Minha parceira, por exemplo, não se importa nem um pouco com o calor. Sempre que jogamos uma contra a outra no sol, ela aguenta muito mais do que eu. Talvez seja porque o seu estilo de jogo é menos agressivo ou por algum outro motivo que desconheço. Alguns tenistas profissionais têm essa característica de não aguentar jogar em altas temperaturas, como por exemplo, Victoria Azarenka e Jack Sock.

Veja o vídeo da Azarenka desmaiando em quadra, no US OPEN 2010.

 

622_56e46312-f57c-3e2b-a413-8cb933ac08a0

Curiosidade: para quem não sabe, caso a temperatura ultrapasse os 30º no circuito feminino profissional é permitida uma pausa de 10 minutos entre o 2º e 3º set.

Os jogos começaram e, na primeira partida, até que aguentei bem. O jogo durou 1 hora e saímos derretendo. Os termômetros já marcavam 38º e o sol estava mais forte do que nunca! Seguimos, então, para o segundo jogo, sem descanso nenhum, com mais de 1 hora e meia de duração.

Eu já estava começando a ficar mole. O jogo parecia final de Grand Slam! Fomos até o tie-break e vencemos. Eu estava no meu limite e ainda faltava um jogo! Depois disso, tivemos um descanso de 20 minutos que me deixaram ainda mais fraca. Meu corpo relaxou na sombra e não conseguia mais pensar em ficar naquele sol. Os termômetros nesse momento já marcavam 40º!

Voltamos à quadra para fazermos o último jogo e, para nossa sorte, as oponentes estavam mais acabadas do que nós. O jogo foi rápido, mas eu sentia que estava usando uma energia que meu corpo não tinha mais.

No último game, achei que não ia aguentar. Em alguns momentos, pensei em pedir para jogarmos o terceiro jogo outro dia, mas vi que, mesmo acabadas tanto quanto eu, elas estavam dispostas a terminar o confronto. Então, decidi terminar também.

A sorte foi que eu estava sacando, pois o saque  é um dos meus melhores golpes. Na hora pensei: “tenho que dar os melhores saques da minha vida para que a bola não volte, pois não vou aguentar correr mais! ”. Foquei tanto em colocar o primeiro saque na quadra que consegui dar 3 aces! Foi o meu melhor game de saque e fechamos o jogo.

unadjustednonraw_thumb_1b73

Bom, o resultado disso foi uma bela insolação e um mal-estar tremendo no final do dia. Fora o mau humor do marido querendo atenção e dizendo que eu era uma louca de ter ficado tanto tempo debaixo do sol. Quem não compete nunca vai entender, né? 

CONCLUSÃO: o melhor a fazer nesses casos é se proteger da melhor forma possível para sofrer menos. Veja abaixo algumas dicas que me deram para diminuir os efeitos dos raios solares:

1-  Usar chapéu de aba grande com proteção UV, não o boné que tem uma aba muito pequena. Veja esse vídeo da Simone, conhecida como a mulher do chapéu.

2- Usar camiseta com proteção UV de cor clara;

3- Molhar o chapéu a cada 30 minutos e colocar na cabeça para se refrescar;

4- Encher uma garrafinha térmica com água e colocar gelo dentro dela. Beba muita, mais muita água;

5- Treine de vez em quando no sol para se acostumar com ele.

 

E, por último, se você é tenista e gosta de participar de torneios, esteja sempre preparado para algum perrengue. 

E você como se sai jogando num calor de 38º? Conte pra gente sua experiência!

Até a próxima! 😊

 

As autoras deste blog reservam-se o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.